Pesquisa relata que 45% dos cariocas pensam em seus pets na hora de escolher um imóvel

3 minutos de leitura

Por acaso, você sabia que na hora de escolher um local para morar, boa parte dos cariocas pensam em seus pets?

É isso mesmo! Segundo aponta a pesquisa realizada pelo Viva Real, cerca de 45% das pessoas do Rio de Janeiro colocam conforto de seus animais de estimação como quesito importante na hora de selecionar um imóvel para viver.

A pesquisa foi realizada nos últimos 6 meses e ainda conta com alguns dados importantes.

Segundo ela, a preferência dos usuários são os cães, com 84% da citações, seguido dos gatos, com 30%.

A análise ainda mostra que o perfil dos cariocas entrevistados é bastante específico. Este é compreendido majoritariamente por mulheres casadas e com idade média de 42 anos.

O público também é, em sua maioria, casado e com um ou mais filhos. É válido destacar que a grande maioria dos entrevistados prefere criar seus animais em casas, sendo que os apartamentos ficam em segundo lugar.

Por último e não menos importante, devemos dizer que a maior parte das pessoas ouvidas prefere criar o seu pet em um imóvel próprio, uma vez que nele você terá liberdade para criar suas próprias regras, diferentemente de uma locação.

Qual é a importância de ter um pet em sua casa?

Ainda segundo a pesquisa realizada pelo Viva Real, 80% dos entrevistados considera fundamental que o imóvel possibilite a criação de pets e deixe isso bem explícito.

Desse modo, quanto mais clara a informação for transmitida para as pessoas, maiores são as chances delas se atraírem pela proposta.

Mas agora iremos citar os principais motivos que tornam a criação de pets em casa tão importante. Acompanhe:

1- Combate a solidão

O primeiro ponto que deve ser citado e que ter um animalzinho em casa auxilia bastante no combate a solidão.

Eles estão alí, 24 horas por dia, para te fazer companhia. Além disso, eles possuem a necessidade de sair para passear.

Assim, em uma dessas saídas você pode conhecer pessoas novas e frequentar os mais diversos ambientes que promovem a interação social.

Outra vantagem incluída nesse processo de combate a solidão é que, de quebra, você pratica caminhadas, o que contribui para sua saúde.

Combate a depressão

Ter um animalzinho como companheiro envolve muitas coisas. Existe a troca de carinhos, compreensão, apoio e segurança passada por eles.

Assim, possuir um companheiro desses pode implicar em um grande aliado ao combate a depressão.

Ou seja, a relação é um recurso excelente para combater esse problema que, infelizmente, afeta mais de 2 milhões de brasileiros por ano segundo dados do Hospital Israelita Albert Einstein.

Alívio de estresse

Quando você tem um dia extremamente estressante, a dica para aliviar é brincar com o seu bichinho.

Diversos estudos indicam que a interação entre homem e animal traz uma sensação de bem-estar e conforto.

Com isso, no corpo humano, há a diminuição dos níveis de cortisol, um hormônio relacionado ao estado de alerta e que também é conhecido como o “hormônio do estresse”.

Em níveis elevados na corrente sanguínea, ele causa diversos problemas à saúde. Portanto, brincar com seu cão ou gato pode trazer uma sensação de bem estar.

Senso de responsabilidade e união familiar

Ter um animalzinho envolve uma série de cuidados. Logo no começo da vida já é preciso realizar a castração do cachorro ou do gato, se preocupar com passeios e banhos.

Isso, consequentemente, acaba implicando em um maior senso de responsabilidade para seu dono.

Além disso, os pets podem auxiliar na união da família. Isso porque eles são a temática de muitas conversas familiares.

Isso foi comprovado por uma pesquisa realizada na França, onde foi comprovado que mais de 3\4 das pessoas entrevistadas conversam mais com seus familiares após a chegada dos animais.

Gostou do conteúdo? Acesse o site da Pet Pillow para mais dicas sobre Pets:
http://petpillow.com.br/

.

Reply