Comprar casa: Quais documentos são necessários?

4 minutos de leitura

Artigo produzido pela Perez Imóveis MS

O processo para adquirir a própria casa é muito lento e burocrático, por esse motivo, você precisa ser muito paciente e fazer as coisas com calma, para que o seu sonho não se torne um pesadelo. Depois que você decide comprar uma casa, o próximo passo é separar os documentos necessários para entregar a proposta de compra pronta para a imobiliária e o banco.

Nessa hora, toda a cautela é pouca para adquirir um imóvel, seja ele novo ou usado. Há muitos casos que podem ser anulados por falta de documentos, simulação errada ou algum problema jurídico. Para que você não tenha muito estresse ao comprar uma casa, a dica é você ter um bom corretor de imóveis e um advogado na hora de mexer com essa parte mais burocrática.

Antes de assinar um contrato de compra ou venda de um imóvel, os documentos do imóvel e do vendedor precisam ser analisados. Também é importante ficar atento a todos os documentos que são exigidos do comprador.

Por esse motivo, separamos algumas dicas sobre todas as documentações que fazem parte do processo de compra de um imóvel, além do que deve estar constando no contrato e como ficar atento na vistoria da sua nova casa ou apartamento.

  • Documentação necessária para compra do imóvel

  • Documentação do vendedor

  • Documentação do imóvel

  • Dica extra: De olho na vistoria do imóvel

Documentação necessária para compra do imóvel

Para comprar uma casa são exigidos os seguintes documentos do comprador:

  • RG;

  • CPF;

  • Certidão de estado civil (caso seja casado ou divorciado);

  • Comprovante de residência;

  • Comprovante de renda;

  • Imposto de renda.

Verifique se todos estão de fácil acesso, mas antes de entregá-los ao corretor imobiliário, para dar andamento no contrato, você deve pesquisar a documentação do vendedor e também do imóvel.

Documentação do vendedor

Antes de entregar os seus documentos, junto com a sua proposta de compra, vá atrás dos documentos do vendedor do imóvel, para verificar se possui dívidas tributárias ou trabalhistas e até mesmo se está sendo processado.

  • RG

  • CPF

  • Certidões negativas de protestos: você consegue essa documentação se for no cartório;

  • Ações cíveis e criminais: você consegue acessando o site da Justiça Federal;

  • Execuções fiscais: acesse os sites das secretarias de fazenda estadual e municipal ( importante saber dos dois);

  • Quitação de tributos federais: você tem acesso aos dados acessando o site da Receita Federal;

  • Ações trabalhistas: procure no site do Tribunal Superior do Trabalho e de interdição;

  • Tutela e curatela: você consegue ter acesso aos dados no cartório de registro civil das pessoas naturais e de interdições e tutelas.

Documentação do imóvel

  • Matrícula: certifique-se de que esteja atualizada no cartório de registro de imóveis;

  • Situação fiscal IPTU: você consegue tal documento na Prefeitura para verificar se o imóvel possui dívidas municipais;

Caso você esteja comprando imóvel em um condomínio, você pode solicitar ao síndico uma declaração de que não existe dívidas do empreendimento.

Agora sim, com todos esses documentos em mãos, o fechamento do contrato é mais rápido. Entregue os documentos necessários para que a imobiliária veja se o crédito será autorizado pelo banco.

Sendo aprovado, o contrato será redigido. É importante que você analise se as cláusulas como forma de pagamento, descrição do imóvel, metragem, plantas e todo o memorial descritivo estarão no documento.

Se tudo estiver certo, os documentos serão emitidos em até 30 dias antes de lavrar a escritura. Além disso, o Imposto sobre Transmissão de Bens Imóveis (ITBI) precisa estar pago.

Dica extra: De olho na vistoria do imóvel

Por último e não menos importante, é preciso fazer uma boa análise do imóvel, principalmente se ele for usado. Por isso, fique atento para minimizar os riscos da sua compra:

  • Pintura: Verifique nas paredes e no teto se possui manchas de vazamento, infiltração ou presença de bolor.

  • Pisos: A melhor maneira de saber se a inclinação do piso está certa é levar uma bola para rolar no chão. Também é importante observar se possui algum piso ou azulejo estufado ou mal encaixado.

  • Telhado: Verifique se tem alguma quebrada ou até mesmo solta, além de se certificar de que não existem cupins na madeira.

  • Banheiro: Principalmente nos vasos sanitários e nas torneiras.

  • Armários: Caso o empreendimento tenha algum móvel, é importante verificar se possui mofo ou até mesmo cupim.

Esperamos que nossas dicas tenham sido úteis para você organizar a papelada para comprar o seu imóvel.
.