decoração sensorial

Como funciona a decoração sensorial?

Tempo de leitura: 5 minutos

Organizar uma casa exige uma série de cuidados, que serão responsáveis por torná-la um local mais aconchegante e agradável para os moradores. Há um elemento pode ser bastante importante para isso: a decoração sensorial

As tendências decorativas de um imóvel são constantemente renovadas. É possível descobrir uma novidade ou um recurso funcional de decoração sempre que se faz uma pesquisa, o que pode gerar dúvidas no proprietário da casa perante tantas possibilidades. 

Mas para quem busca construir um ambiente onde os sentidos são trabalhados, desfrutando de sensações agradáveis aos sentidos, optar pela decoração sensorial pode ser uma escolha assertiva. 

Além de valorizar o imóvel, é possível desenvolver espaços interessantes, que vão oferecer momentos de relaxamento e de tranquilidade dentro de casa.

Envolver os sentidos ao escolher os elementos que vão compor o cenário de cada um dos cômodos do seu lar pode ser mais prático do que se imagina. 

Isso porque a escolha de um guarda corpo de vidro para sacada pode ser feita com base nas sensações que se alcança ao visualizar ou tocar esse item, o que renderá sensações agradáveis para quem está no local. 

Se essas características te agradam, e você deseja saber mais sobre como funciona e os meios de aplicar a decoração sensorial na sua casa, siga na leitura deste conteúdo e colha dicas que podem ajudar na implementação dela dentro do seu lar. 

O que é a decoração sensorial?

Escolher os móveis planejados para banheiro pode ser uma tarefa simples, mas quando se deseja que eles tenham características especiais, que envolvam os sentidos humanos, essa pode ser uma escolha bem elaborada. 

Afinal, cada elemento na composição das peças pode contribuir para que os moradores desfrutem de boas sensações, graças ao contato com aqueles móveis. 

A decoração sensorial busca exatamente isto: estimular os sentidos, por meio dos artigos e objetos selecionados para compor a organização dos diversos cômodos de uma casa.

Os cinco sentidos humanos são:

  • Visão;
  • Audição;
  • Olfato;
  • Paladar;
  • Tato. 

É possível usar diferentes itens na decoração dos ambientes de uma residência, que podem ser tanto uma treliça aço que vai compor um cenário com temperaturas mais frias, quanto um tapete felpudo, que deixará o local aconchegante e aquecido.

Por isso, entender quais sentido você deseja trabalhar, e de quais sensações quer desfrutar na rotina da sua casa, é fundamental para organizar cada um dos seus cômodos, conquistando os melhores resultados em termos de decoração. 

Trabalhando a visão na decoração sensorial

Quando se pensa em trabalhar a visão na decoração de uma casa, é possível dizer que ela esse se trata do sentido mais importante, uma vez que ele é o primeiro a ser percebido pelos moradores. 

Sendo assim, o que mais se valoriza nesse aspecto é o uso de cores e de formatos bonitos, que, ao serem utilizados em conjunto, podem construir um cenário harmônico e equilibrado. 

Por isso, escolher uma mesa saarinen oval que combine com outros móveis presentes em um determinado espaço é fundamental para promover sensações visuais agradáveis dentro da sua casa.

Além dos móveis, a visão pode ser trabalhada também nas paredes e pisos, com a aplicação de revestimentos e de papéis de parede que forem mais interessantes para os ambientes. 

Os próprios objetos decorativos, como quadros, vasos, espelhos e uma luminária de vidro bem posicionada também fazem parte dessa composição, que visa potencializar o sentido da visão. 

A quantidade de luz que incide nos cômodos pode trazer uma maior sensação de conforto, com o auxílio de um regulador de intensidade, que pode ser utilizado para deixar o local mais ou menos iluminado de acordo com a atividade que será realizada ali. 

Todos esses elementos e aspectos trazem sensações mais agradáveis na rotina da casa, estimulando o sentido da visão enquanto compõem uma decoração harmoniosa e interessante.

Trabalhando a audição na decoração sensorial

A audição pode ser desenvolvida de dois modos dentro da decoração sensorial: potencializando-a ou diminuindo-a. 

Quem mora em grandes centros urbanos certamente sofre com o som da cidade, que envolve buzinas, construções, aglomerações e vários outros ruídos que atrapalham os moradores da casa e influenciam na concentração e no relaxamento diário. 

Sendo assim, há recursos que ajudam a diminuir a quantidade de sons vindo de fora da casa, abafando grande parte do barulho. 

Isso pode ser feito com a vedação das portas e janelas, com a aplicação de piso vinílico em manta preço, com cortinas acústicas, com painéis de drywall, etc.

Ao mesmo tempo, é importante trazer sons agradáveis para dentro de casa. Apostar em uma fonte, afinal, o som da água permite relaxamento, bem como contar com um sistema de sonorização.

Trabalhando o olfato da decoração sensorial

O olfato é um dos sentidos responsáveis por boas memórias. Quem não se lembra do aroma de uma receita recém-preparada em casa, ou o cheiro de limpeza após uma faxina geral na residência, não é mesmo?

Desfrutar desse tipo de sensação pode ser bastante interessante, e render momentos agradáveis dentro do seu lar. 

Montar um jardim é uma ideia válida para trazer o aroma das flores para dentro da sua residência. 

Mesmo quem já conta com a instalação de grama sintética no quintal, uma ótima alternativa é apostar em vasinhos com diferentes tipos de plantas, compondo o cenário. 

Até mesmo quem cultiva temperos no imóvel pode ter uma surpresa agradável, já que alguns deles trazem um cheirinho natural, enquanto possibilitam a cocção de pratos com ingredientes orgânicos. 

Trabalhando o paladar na decoração sensorial

Outro sentido humano que pode ser trabalhado na decoração sensorial é o paladar. Mesmo que decoração e comida possam parecer elementos opostos, é possível aplicar características no seu lar que estimulem essa sensação. 

Ao adquirir uma fruteira bonita para posicionar na cozinha ou na sala de jantar, essa pode ser uma forma prática e atrativa de trazer mais beleza ao ambiente, enquanto se dispõem de alimentos para o consumo dos moradores e das visitas. 

Além disso, os recipientes e potes que acomodam balas, bombons, petiscos e outros tipos de iguarias comestíveis, podem ser escolhidos de acordo com a decoração do espaço, criando um cômodo convidativo para as refeições.

Outro elemento interessante para se trabalhar o paladar na decoração sensorial é apostar no uso de cores quentes, como o vermelho, o amarelo e o laranja, que estimulam a vontade de comer. 

Não à toa, é muito comum que restaurantes invistam nesses tons em seus estabelecimentos, despertando o desejo de consumo dos seus clientes. 

Sendo assim, se você quer desenvolver o paladar dos moradores da sua casa, não deixe de aplicar os elementos mencionados neste tópico.

Trabalhando o tato na decoração sensorial

Ao se pensar em elementos que podem trabalhar o tato na decoração da sua casa, logo surgem ideias em relação às texturas escolhidas para compor os ambientes. 

O uso de revestimento 3D é um exemplo prático, e que vem ganhando o seu espaço nos mais diferentes ambientes de um imóvel. Além de trazer características diferenciadas, ele oferece um efeito interessante nos cômodos, criando cenários únicos.

Os tapetes, as cortinas, as capas de almofada e até o estofado do sofá são outros componentes que influenciam no tato dos moradores, trazendo experiências mais confortáveis e agradáveis. 

Os cobertores e arranjos de cama precisam ser escolhidos para proporcionar momentos de relaxamento durante as horas de sono, potencializando o descanso enquanto oferecem um dormitório mais bonito elegante. 

Alguns equipamentos disponibilizados no imóvel também ajudam a proporcionar maior conforto, obtido por meio do tato. 

Depois de um banho, por exemplo, quem não gostaria de utilizar uma toalha aquecida? Isso pode ser simples graças ao uso de aquecedores, tais como aqueles disponíveis em quartos de hotéis.

Há até mesmo quem aposte na implementação de um sistema de aquecimento de pisos, deixando o pavimento do banheiro sempre quentinho, o que causa maior conforto para quem anda descalço no cômodo.

De fato, qualquer objeto ou artigo decorativo que tenha uma ligação com as sensações absorvidas por meio do toque podem contribuir para aumentar o aconchego dos moradores, enquanto proporciona uma casa mais bonita e atrativa. 

Considerações finais

Decorar a sua casa seguindo as tendências de decoração sensorial pode ir muito além da simples junção de móveis e itens bonitos. 

Ela pode proporcionar uma série de experiências agradáveis para quem deseja desfrutar de um imóvel confortável, sem abrir mão da elegância e da harmonia interna dos cômodos.

Por isso, se você está planejando modificar a organização da casa, e quer deixá-la mais confortável para todos, não deixe de considerar os pontos abordados neste conteúdo. 

Dessa forma, é possível conquistar uma residência adequadamente decorada, onde os sentidos humanos são trabalhados de maneira interessante, proporcionando bem-estar e melhor aproveitamento dos espaços.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

compartilhe este post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email

Deixe um comentário