Decoração quarto compartilhado

Como decorar um quarto compartilhado?

Tempo de leitura: 5 minutos

O quarto é um dos ambientes mais íntimos da casa, sendo decorado para refletir os gostos e interesses dos moradores. Entretanto, muitas pessoas acabam tendo que ficar com um quarto compartilhado, o que dificulta as escolhas de decoração.

Isso é muito comum em uma idade mais jovem, quando você precisa dividir o ambiente com seus irmãos. Esse tipo de ação não é fácil, principalmente porque muitas vezes o espaço é pequeno e acaba não sendo o suficiente para a decoração agradar a todos.

Existem alguns recursos, entretanto, que acabam auxiliando a estrutura de um ambiente assim. É o caso de armários planejados para quarto, por exemplo.

Ademais, é preciso muito planejamento e adaptação para que o ambiente continue funcional e atenda as necessidades de todos dentro do cômodo, para que o local continue agradável e cheio de personalidade, sem que uma das partes fique insatisfeita.

Para que você possa tomar as melhores decisões, em conjunto com as pessoas que estão dividindo o quarto, é necessário pensar em diversos elementos que podem transformar completamente o ambiente. Confira algumas dicas!

1 – Pense nas cores do quarto

O primeiro obstáculo já se encontra em uma parte estrutural do imóvel. A escolha de cores é um passo importante, porque deve refletir a personalidade das pessoas que ocupam o ambiente, então, deve ser uma decisão em conjunto.

Por exemplo, imagine que um ambiente com esquadrias de alumínio branco precisa ter cores que não destoam do restante do espaço, mas que sejam do agrado de todos os que irão passar mais tempo ali.

Para poder fazer a escolha certa, o ideal é que todos os moradores que dividirão o quarto estejam presentes. Então, apresente as opções de cores para que se chegue a um consenso.

É importante que as cores não incomodem nenhum dos envolvidos na reforma. Por isso, algumas vezes apostar em tons neutros e claros é o ideal para conseguir aproveitar melhor o espaço.

Além das cores da parede, os móveis e outros elementos do quarto podem fazer diferença. Por isso, escolher algo que combine com a fita de borda utilizada no ambiente é fundamental, assim como com os outros itens presentes no espaço.

Existem alguns truques que podem personalizar o ambiente depois que as paredes estiverem pintadas. Os adesivos são uma boa pedida, pois são muito divertidos e possuem diversos temas.

Dessa forma, cada um pode escolher o tema que mais interessar e colocar os adesivos na parede próxima a cama. O ideal é que os adesivos tenham a mesma coloração, para que o ambiente continue coeso.

Pensando nisso, contar com uma empresa de pintura para essa etapa é fundamental. Outra boa opção para as cores de um quarto são papéis de parede. Eles podem ser neutros ou possuir uma série de estampas temáticas, como:

  • Modernas;
  • Românticas;
  • Geográficas;
  • Étnicas.

2 – Faça uma boa separação do ambiente

Um ponto importante que devemos ter em mente é que, mesmo que duas pessoas estejam dividindo um quarto, cada um ainda tem sua individualidade. Não é o ato de dividir o quarto que significa que as pessoas devem dividir tudo.

Por isso, é importante que você consiga criar uma boa separação dentro do ambiente, para que cada morador saiba que tem um espaço para chamar de seu. Assim, ele colocará objetos decorativos que gosta, equipamentos eletrônicos e outros detalhes.

Pensando em formas de fazer isso? Então, um guarda roupa de aço, por exemplo, pode ser bastante interessante para conseguir separar o ambiente.

Ademais, um quarto com duas pessoas tende a ter muito mais bagunça e desorganização. Por isso, quando você delimita o espaço de cada um, consegue garantir que eles cuidem corretamente dos espaços separados.

Assim, você conseguirá manter a ordem e uma boa estrutura, mesmo que tenha que lidar com a divisão de um ambiente em dois. Por isso, é importante que eles tenham fala durante a reforma do espaço, para que não se sintam forçados a alguma coisa depois.

3 – Escolha uma boa cama

Esta é uma etapa que parece simples, mas acaba gerando muita dúvida. O modelo mais fácil e prático para dividir um quarto é com a utilização de um beliche. Esse tipo de cama é bastante funcional e acaba sendo uma ótima maneira de economizar espaço.

Entretanto, muitas pessoas não gostam da sensação de dormir com outra pessoa em cima, ou de subir e descer escadas toda vez que precisar dormir ou acordar. Além disso, sempre há muita discussão sobre quem fica em cima ou embaixo na cama.

Esse tipo de problema acaba sendo o tempo todo trazido à tona, o que faz com que muitas pessoas acabem desistindo desse formato de cama. Outra solução é a bicama.

Neste caso, a cama fica colocada em alguma parte do quarto, como se fosse uma única unidade. Entretanto, uma segunda cama fica acoplada na parte de baixo, podendo ser recolhida quando não estiver sendo utilizada.

Algumas dobradiças para móveis podem ajudar ainda mais a guardar este segundo móvel, para que você tenha mais liberdade no espaço utilizado.

Você pode ainda utilizar duas camas individuais, se o quarto possuir espaço o bastante para isso. Neste caso, o ideal é planejar muito bem a utilização do espaço no quarto para conseguir encaixar da melhor maneira possível.

Alguns ambientes permitem que duas camas fiquem em posição de L, o que acaba aumentando o espaço interno do quarto e garante que ambos conseguirão dormir confortavelmente.

Outro modelo muito utilizado é o de colocar as duas camas nas paredes laterais, gerando um corredor entre elas. Esse formato de utilização de camas costuma ser usado apenas quando há muito espaço disponível no quarto.

Independente da escolha, é importante que exista uma preocupação com referência ao orçamento para a montagem e estrutura deste quarto. Muitas vezes, a melhor opção é a única que está encaixando nas contas, e você deve fazer o melhor para aproveitar isso.

4 – Monte uma área de estudos

Criar um ambiente de estudos no quarto é fundamental, principalmente para estimular e incentivar uma rotina de aprendizado. Isso acaba ajudando os processos cognitivos em casos mais jovens, uma vez que existe um local próprio para estimular a concentração.

Este tipo de espaço também pode ser onde ficará o computador ou outros dispositivos tecnológicos. O ideal, para que não ocorram discussões ou brigas, é a criação de um espaço de estudos para cada pessoa do quarto.

Você pode colocar algumas malas ecológicas próximas para guardar os materiais que não estão sendo usados no momento. Assim, você pode utilizar duas mesas separadas, caso tenha espaço para isso, ou uma mesa grande com os equipamentos de todos.

Você pode incluir nesta área do quarto também um mural ou um quadro de avisos. Dessa forma, ambos poderão colocar suas atividades e informações importantes que terão durante a semana.

No caso de crianças e jovens que possuem provas e atividades escolares, esse tipo de recurso acaba sendo muito valioso, principalmente por criar uma rotina de compromisso na mente da criança.

Para garantir um espaço melhor, é importante pensar com muito cuidado nas cadeiras que serão usadas. O conforto e a ergonomia devem ser fundamentais aqui.

Até porque se eles passarem muito tempo nestas cadeiras e elas forem desconfortáveis, isso acaba gerando problemas que podem acabar se agravando, como dores de coluna e outros problemas relacionados às costas.

5 – Espelhos e janelas são boas pedidas

Um grande problema dos quartos compartilhados é a sensação de que o espaço é muito pequeno. Esse tipo de redução acaba ficando muito ruim, principalmente pela sensação de desorganização que se instala, mesmo que o quarto esteja arrumado.

Para conseguir ganhar amplitude e uma visão mais ampla de seu quarto, é importante pensar em espelhos. Eles permitem que o espaço fique visualmente maior, e ajudam muito a cuidar da iluminação do ambiente. Além disso, valorizar a luz natural é um ponto importante.

Além de economizar no custo de energia, a luz solar que é recebida de grandes janelas acaba trazendo uma sensação de frescor e renovação para o quarto, que fica muito mais confortável.

Considerações finais

Embora possa parecer complicado de início, existem diversas formas de tornar mais interessante a convivência em um quarto compartilhado. Para que você consiga explorar bem esse espaço, é importante que saiba decorá-lo.

Dentro do ambiente é possível apostar em todas as dicas aqui mencionadas, além de caprichar na decoração do espaço compartilhado, seja com itens vendidos por um fornecedor de flores ou os famosos materiais de papelaria.

Por isso, sente-se com calma com todos aqueles que forem dividir o quarto, para que se chegue num consenso e todos possam usufruir um ambiente de qualidade.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Foto de Anna Shvets no Pexels

compartilhe este post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email

Deixe um comentário