tendências em imóveis

5 tendências em imóveis de luxo

Tempo de leitura: 3 minutos

São muitas as atuais tendências em imóveis de luxo no Brasil e no mundo. Esse é um segmento que vem se intensificando cada vez mais, com o surgimento de certos padrões no mercado para o consumo de uma clientela mais focada em qualidade, conforto e tecnologia em casa, em vez de focar em localização e praticidade, que são conceitos mais valorizados em uma faixa de renda menor.

Por causa dessas tendências em imóveis de luxo, o segmento imobiliário para esse tipo de consumidor segue aquecido e ajudando a movimentar o crescimento do setor imobiliário no Brasil todo. Nesse sentido, são muitos negócios sendo fechados diariamente. Mas quais são essas tendências e como elas atuam para aumentar o movimento no setor atualmente?

Se você está curioso para saber, siga a leitura deste artigo até o fim!

5 tendências em imóveis de luxo

1. Espaço para Home Office

Muitas empresas já estão voltando ao trabalho presencial, mas acredita-se que algumas irão adaptar-se permanentemente ao Home Office, diante dos resultados positivos que a experiência proporcionou.

Esta decisão trouxe mudanças para os imóveis, os quais estão sendo projetados com um espaço reservado a essa prática, possuindo um melhor isolamento acústico, iluminação forte, e já pensado para receber móveis confortáveis para o trabalho.

Normalmente, quem está na posição de liderança de empresas ou em cargos de diretoria é quem mais acaba ficando em Home Office (afinal, o trabalho é quase todo feito pelo computador e não há a necessidade de ir para o escritório). Portanto, é o público que mais se beneficiará do Home Office no pós-pandemia.

2. Internet de última geração

Tanto para o Home Office quanto para desfrutar nas horas de lazer, novos imóveis de luxo já são projetados pensando no futuro. A estrutura de novos edifícios conta com mudanças para ter mais facilidade na instalação de fibra para melhor recepção de internet, maior velocidade e a chegada do 5G, nova tecnologia que chegará em breve ao Brasil para substituir a 4G.

O 5G é necessário para o uso de diversas tecnologias que, aos poucos, tornar-se-ão comuns em imóveis de luxo. Com ele, será possível usar a Internet das Coisas para tornar a casa 100% smart, desde as tomadas até todos os eletrodomésticos e tudo mais que for necessário.

3. Maior contato com a natureza

Com as cidades se expandindo, há um movimento orgânico de retorno à natureza. A necessidade de estar em meio ao verde, faz com que esse seja um fator de importância quando as pessoas buscam um novo lugar para morar.

Pensando nisso, condomínios de luxo buscam integrar a natureza ao seu espaço com parques e jardins para que seus moradores possam desfrutar e relaxar em ambientes verdes sem precisar programar viagens para isso.

Um benefício colateral da criação de áreas verdes é a vinda de animais como pássaros e borboletas, por exemplo, que tornam o local mais bonito e agradável de se viver.

Um exemplo disso é o Quadra Parque 500, um empreendimento de luxo localizado em Brasília, contando com uma incrível integração com a natureza bem no meio da capital nacional. Não é à toa que o local já é um dos favoritos da população de alta renda da cidade.

4. Energia renovável

Nesses últimos anos, os acontecimentos com o planeta mostraram como é preciso repensar o consumo de energia no dia a dia. A energia solar tem mostrado ser uma das melhores opções de energia renovável para áreas residenciais, e já está sendo implantada em países de primeiro mundo.

No Brasil, o Governo criou projetos de incentivo como isenção tributária para incentivar o uso de energia solar, o que só impulsiona essa tendência ecológica em novos imóveis para os próximos anos.

O investimento em recursos como energia solar ou eólica é uma tendência mundial em decorrência das mudanças climáticas. Apesar do Brasil já ter uma matriz energética bem limpa, ainda há muito espaço para o crescimento dessas alternativas por aqui.

5. Espaços compartilhados adaptados

Outra mudança trazida pela pandemia é a necessidade de rever os espaços compartilhados em prédios, condomínios e até mesmo dentro de casa. Por ter sido o único lugar durante o período de isolamento em que as pessoas podiam ter contato com outras, que não do seu convívio, notou-se que esses espaços estavam longe do ideal, por serem pequenos e sufocantes.

Os novos projetos de imóveis focarão em áreas de convivência abertas e bem ventiladas, com melhor iluminação e mais assentos individuais a fim de tornar esses espaços mais aconchegantes e seguros, diante da nova realidade.

Essas são algumas das principais tendências em imóveis de luxo, não só aqui no Brasil, mas no mundo todo. Afinal, esse movimento em busca de mais conforto, mais tecnologia e mais contato com a natureza, além do uso de energias renováveis, é uma necessidade em todo o planeta. Na verdade, esse movimento  está chegando primeiro para os imóveis de luxo apenas por uma questão financeira.

E aí, qual dessas tendências em imóveis de luxo você mais gostou? Comente abaixo!

compartilhe este post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email

Deixe um comentário